MACHOS SAFADOS
 
 

MACHOS SAFADOS

EXCITADO EU ? QUEM DISSE ?

1

2

3

4

5

6

7

 

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

 




Escrito por: Andy às: 18h06 |




MACHOS EXCITANTES
 
 

MACHOS EXCITANTES

MACHOS DELICIOSAMENTE, NUS !

1

2

3

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

 




Escrito por: Andy às: 13h44 |




MACHOS HOT
 
 

MACHOS HOT

MACHOS DE CUECA...

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

 

E MACHOS SEM CUECA...

13

14

15

16

17

18

19

20

21

 




Escrito por: Andy às: 17h42 |




MACHOS SENSUAIS
 
 

MACHOS SENSUAIS

MACHOS TENTAÇAO

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

 




Escrito por: Andy às: 15h14 |




Gatos da semana
 
 

Gatos da semana

Caras do nosso dia a dia..

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

Um abraço e uma otima semana..pessoal




Escrito por: Dino às: 20h06 |




Homens de barba..gostas?
 
 

Homens de barba..gostas?

É verdade que em muitos dos casos depende bastante da pessoa que opta (ou não) por usar barba, mas no geral preferem ver os homens com ou sem ela?

 





Escrito por: Dino às: 18h12 |




MACHOS SENSUAIS
 
 

MACHOS SENSUAIS

AGUA NA BOCA...

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

 

 




Escrito por: Andy às: 15h55 |




MACHOS ANONIMOS
 
 

MACHOS ANONIMOS

AQUI, OS ANONIMOS TAMBEM TEM VEZ !!

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

 




Escrito por: Andy às: 15h47 |




gatos da semana
 
 

gatos da semana

A seleção de hoje esta impecavel com o padrão Dino de Qualidade.

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

Um abraço e uma otima semana.

 




Escrito por: Dino às: 19h58 |




Mad in Asia
 
 

Mad in Asia

Herói japonês combate o mal usando calcinha e meia arrastão; história vira filme!


pode parecer piada, mas o bizarro herói seminu com uma calcinha no rosto, que deu título ao mangá “Kyūkyoku! Hentai Kamen” (Ultimate Hentai Kamen), algo como pervertido mascarado numa tradução literal, vai ganhar um longa metragem em Live Action.

O filme será estrelado pelo ator de tv Ryohei Suzuki no papel de Kyosuke Shikijō enquanto o roteiro, e a idealização do longa, ficou a cargo de Shun Oguri.

“Hentai Kamen” é um mangá de comédia criado por Keishu Ando publicado entre   1992 e 1993. No mangá, Kyosuke Shikijō é um jovem estudante habilidoso em artes marciais, mas fracassado com as mulheres. Um dia, durante um assalto a um banco, Kyosuke se vê obrigado a enfrentar um grupo de bandidos que tem como refém a garota por quem ele é apaixonado. Na tentativa de improvisar um bizarro disfarce Kyosuke acaba pondo em seu rosto, não uma máscara, mas uma calcinha que lhe dá habilidades sobre-humanas, transformando-o no herói com meia calça Hentai Kamen.

A musica tema se chama “Emotions”, nova canção da banda MAN WITH A MISSION.

 Ryohei Suzuki


trailer

 

Esse filme deve ser muito tosco..mas o que me chamou mais atenção foi o ator principal  Ryohei Suzuki que e muito gato e tem uma bundinha linda.

.Estranho que lá no japão ele esta fora do Padrão de beleza ja que a preferença e por rapazes bem magrinhos e delicados.

Gatos Mad in Asia


 

Yaoi





Escrito por: Dino às: 19h23 |




Amor Entre Amigos
 
 

Amor Entre Amigos

 

Como doce é isso! o amor entre dois homens sem ter sexo no meio!

Mensagem enviada por Dimas

 




Escrito por: Dino às: 21h31 |




MACHOS ATRATIVOS
 
 

MACHOS ATRATIVOS

QUAL DESTES , VC NAO RESISTIRIA A UM ``AMASSO``?

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

 




Escrito por: Andy às: 16h27 |




PAPO ABERTO
 

PAPO ABERTO

 

Nosso entrevistado de hoje é o escritor, teólogo e hairstylist Davy Rodrgues. Estreou na literatura com um livro ousado, “Amor Proibido”, que versa sobre relações homoafetivas vividas no seio de comunidades evangélicas. As lutas e conflitos entre a fé cristã e a homossexualidade são retratadas com maestria e sobriedade, mostrando que acima de tudo está a pureza do amor vivido entre dois homens. Tal ousadia lhe renderam ameaças por parte de comunidades que se sentiram incomodadas pelas revelações ousadas contidas em seu livro. Atualmente está engajado na luta para transformar seu livro em filme, o que daria sem dúvida um belo roteiro. Vamos conhecer um pouco mais dessa versátil e carismática personalidade de nossa cultura.

 

 

 


MAC: Você é o autor de um livro aclamado pela crítica, que recebe significativos depoimentos e elogios de todos que o leem, muitos de nosso público ainda não conhece o autor que deu vida a esse romance tão festejado . Defina quem é Davy Rodrigues.

 

DR: Sou Bacharel em Teologia e estudioso das relações entre a Sexualidade Humana e as Religiões.  Nascido em 05 de julho de 1979, fui criado em uma família Protestante Tradicional do Rio de Janeiro, de onde extrai os melhores ensinamentos para minha vida pessoal, familiar e social. Porém, diante da descoberta da própria identidade homossexual, passei por inúmeros conflitos que me levaram a uma análise profunda sobre as relações humanas versus os conceitos de diferentes pontos de vista das principais religiões que atuam no Brasil.

Há alguns anos, tornei-me Cabeleireiro Profissional, trabalhando e estudando profundamente minha nova profissão, o que levou a tornar-me  em pouco tempo um dos  Técnicos de Desenvolvimento de Produtos e Serviços Profissionais de uma grande Multinacional. Minha curiosidade constante nunca me deixaram parar de estudar e pesquisar as questões do relacionamento humano. Como resultado, apareci no mercado literário nacional com uma proposta inovadora: trata-se da elaboração de cinco romances (à princípio), que abordam o tema Sexualidade e Religiões de maneira simples e sem apologias. Atualmente, publiquei meu segundo romance intitulado ERA ELA..., atuo como Consultor para Desenvolvimento de Produtos Cosméticos e faço uma Pós Graduação em Cosmetologia Aplicada.

 

 

MAC: Como a sua orientação sexual influenciou a sua maneira de ser? Ser Gay de alguma forma atiça sua criatividade literária?


DR: Sim. Escrevo orientado pela verdade que marcou minha própria experiência. Sofri muito com um auto pré conceito originado no meu olhar religioso e conheço inúmeras pessoas que passam pela mesma coisa. Minha missão é ajudar essas pessoas a terem um olhar novo sobre suas próprias vidas. E, é claro, serem mais felizes.

 

 

MAC: O que o motivou a escrever sobre uma relação homoafetiva vivida dentro de uma denominação evangélica, alguma experiência pessoal?


DR: Na verdade a DR:  é sim e não. Vivi sim uma espécie de romance adolescente com o sobrinho do meu pastor quando tinha uns 16 anos. Durou uns 2 anos mais ou menos. Mas a história de Allan e Tony é ímpar e sem paralelos. O modo como tudo aconteceu com eles é deles mesmo. No meu caso o que vivi com o F. foi algo pessoal e que encontra paralelos dentro das descobertas da sexualidade humana vivida por qualquer adolescente. Hoje ele é casado e vive bem com sua esposa e filhos. Eu vivo bem com meu companheiro, mas também cheguei a me casar e tive um filho, atualmente com oito anos.

 


MAC: Você vem de uma família evangélica. Expor os conflitos e repressão dentro de uma família evangélica, com seus dogmas e preconceitos, sobretudo a que pertence sua própria família não o faz uma “persona non grata” às dominações evangélicas?

 

DR: Com toda certeza. Isso me custou a perda de vários contatos e amizades. Fui meio que excluído e vários amigos pararam de falar comigo. Mas minha intenção nunca foi “causar”, mas tratar de algo que é um verdadeiro TABU dentro da igreja. A sexualidade humana não é uma propriedade eclesiástica e nunca será. Cada indivíduo tem o direito de viver sua própria experiência e deve ser respeitado dentro dessa peculiaridade.

 


MAC: O que o motivou a mexer nesse vespeiro?

 

DR: Um auto encontro. Passei a conhecer a Deus de um modo mais Universalista. Não vejo Deus dentro de um conceito particular, mas vejo essa Divindade na Vida e no Universo. Perdi o medo de Deus. Quando olho para as pessoas vejo a divindade de cada uma. Assim, vejo que a pluralidade e a diversidade, na verdade, são a maior marca do Divino no Homem.

 

 

MAC: De uma forma mais ampla, seu livro é uma obra contra o preconceito e a favor da liberdade de relacionamentos. Já sentiu ou presenciou algum ato de homofobia dentro da comunidade evangélica? E qual sua reação?

 

DR: Já vi e sofri isso na pele. Na visão da Igreja uma pessoa homossexual é uma aberração aos olhos de Deus e precisa mudar sua orientação sexual. Esse dogma terrível leva um sem número de pessoas à beira da loucura. Isolamento, solidão, exclusão... são sentimentos assim que cercam um homossexual dentro das paredes dos templos evangélicos. No meu caso eu tentei mudar em nome do que acreditava... inutilmente. Somos o que somos e pronto.

 

Veja o vídeo do autor falando sobre o "Proibido Amor" e de seu novo livro "Era Ela"

 

 

(CONTINUA)




Escrito por: mac às: 16h11 |




PAPO ABERTO
 
 

PAPO ABERTO


(CONTINUAÇÃO)

 

Davy Rodrigues


 

MAC: Nesse momento que estamos vendo nossas conquistas ameaçadas por um pastor homofóbico (Marco inFeliciano), seu livro que mostra de forma tão pura o relacionamento de dois filhos e netos de pastores, ou seja, pessoas bastante enfronhados na comunidade evangélica, você já sofreu algum tipo de manifestação por parte dessa comunidade?

 

DR: Sim. Sou muito criticado pela comunidade evangélica no Rio de Janeiro e no Brasil. Muitos acham que mudei de lado e estou de braços dados com o Diabo. Loucura. O que as pessoas da igreja não conseguem entender é que sua interpretação literal da Bíblia só leva a equívocos como os que surgem sobre a homossexualidade. O livro sagrado é bom. Tem um texto interessante e pode até ajudar muitas pessoas. Mas deve ser contextualizado. Deve ser interpretado pelo método histórico-crítico, que propõe um olhar menos fundamentalista e literal dos textos. No mundo do século XXI não podemos ter escravos, apedrejar pessoas até a morte, expulsar pessoas do seio social por estarem contaminados com hanseníase (lepra), não podemos ser bígamos (como vários personagens bíblicos – Abraão, Jacó, Davi, Salomão, dentre outros), enfim, se formos levar os textos bíblicos ao pé da letra teremos problemas sérios hoje em dia. Meu sonho é que a igreja consiga ver e perceber o ser humano como um ser livre e capaz de decidir seu próprio destino, assim, capaz de escrever sua própria história.

 

 

MAC: Quando peguei seu livro, fiquei curioso para ver como os dois personagens principais conseguiriam desenvolver uma relação homossexual dentro do principal reduto de conservadorismo e preconceito – uma família evangélica de pastores e chefes de igrejas. Você conseguiu mostrar isso, como também mostrar que muitas vezes o ferrenho preconceito é pura fachada. Você foi cirúrgico e corajoso. Tem recebido algum depoimento de pessoas reprimidas dentro dessas comunidades, e como eles tem recebido seu livro?

 

DR: Muitas pessoas me escrevem emocionadas (e acabam me emocionando também). São muitos agradecimentos por terem um amigo sob seus travesseiros. Um amigo oculto. O livro Proibido Amor passou a ser, para muitas pessoas, o único amigo capaz de conversar com eles sobre seus segredos sem julgá-los ou condená-los. Amo receber esses e-mails.

 

MAC: Além desse livro consagrado, você escreveu um outro, “Era Ela”, que ainda não tive o prazer de ler. Poderia nos falar sobre ele?


DR: O livro Era Ela... se passa num período conturbado da história no Brasil e no Rio de Janeiro. A morte do Presidente Getúlio Vargas. O governo estadual e os avanços da era Lacerda. Uma família com muitos segredos e mentiras. Maria Eduarda tinha tudo para ser uma menina comum de sua época. Morava em Copacabana, na Cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro, tinha amigos, sonhos e uma família. Porém, os segredos da vida de sua mãe estavam prestes a mudar completamente os rumos de sua tão jovem trajetória. Obrigada a ir para um convento no interior do estado, a jovem noviça não poderia imaginar o que a aguardava na “Casa de Deus”. Um romance intrigante e comovente. Livre de qualquer complexidade ligada ao termo religioso, esta obra convida a todos para entrarem numa verdadeira viagem no tempo. Essa obra aborda, de modo bem diferente do primeiro livro, a homossexualidade, mas agora a feminina e a transexualidade feminina. Esse é um romance católico.

 

 

MAC: Pretende continuar escrevendo sobre o tema? Quais seus projetos futuros?

DR: Sim. Minha proposta é falar do tema dentro de 5 vertentes: evangélica, católica, judaica, umbandista e espírita. Estou escrevendo o romance judeu agora, e essa obra tem como pano de fundo os campos de concentração na Alemanha. Ainda virá uma obra que passa-se num contexto Umbandista (esse é bem desafiador), e outra que terá um enorme desafio dentro da perspectiva espírita do perdão.

 

MAC: Bem, depois desse banho de coragem e beleza, o que mensagem gostaria de passar para os visitantes do Blog “Entrehomens”?

DR: Vivam e deixem a vida viver em vocês. Busquem conhecer seus próprios Universos Interiores. Não admitam que as experiências dos outros (mesmo que sejam homossexuais) decidam sua jornada. Cada um de nós tem uma missão nessa experiência antropológica chamada VIDA. Descubra a sua e viva. Ame, seja amado. Permitam que o Universo com toda sua infinidade possa habitar seu interior e assim descubram um mundo maravilhoso dentro de você.

 

LIVROS DO AUTOR:


 

Proibido Amor

Allan e Tony se conheceram no meio da festa de aniversário de Allan, um encontro inesperado com o desconhecido. Diante de valores e pré-conceitos, a auto-condenação e a tentativa de não ceder às pulsões e ao próprio desejo. Inútil tentativa... a força que move o indivíduo na direção de sua pulsão é o próprio ser. Em pouco tempo, a entrega e a paixão haviam cercado duas vidas jovens e que ainda não haviam conhecido seus próprios corpos. Quatro anos mais tarde, a paixão e a pulsão cederam ao amor, e a maturidade dos sentimentos começava a florescer. De repente, sentimentos e conflitos nunca experimentados fazem de duas famílias religiosas um 'Campo de Guerra'. Ódio, medo e tradições. Uma mistura amarga que poderia levar à morte.

ONDE COMPRAR:

http://www.metanoiaeditora.com/produto/Proibido-Amor.html

http://www.skoob.com.br/livro/198711-proibido-amor

 

Era Ela

Vinda de uma família com muitos segredos e mentiras, Maria Eduarda se vê obrigada a ir para um convento no interior do Rio de Janeiro. O lugar onde se pensava descobrir a paz, revelou-se como sendo seu pior pesadelo, malícias, homicídio, estupro. Seu único alento- a recordação de um certo menino - seria ele seu salvador? Viria ele montado em sua bicicleta azul salvá-la? Quem mais se importaria? Como o mundo descobriria seu sofrimento? Este romance, que tem vários momentos históricos do Brasil como pano de fundo, apresenta narrativas paralelas à da vivida pela protagonista. Em dado momento, as estórias de cruzam e acontece o inesperado- a possibilidade do encontro de Maria Eduarda com seu passado.

ONDE COMPRAR:

http://www.metanoiaeditora.com/produto/ERA-ELA.html

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=30737893&sid=624973138155651207920460

 




Escrito por: mac às: 15h47 |




MACHOS DESEJADOS
 
 

MACHOS DESEJADOS

CURTINDO MACHOS ADOIDADO !!

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

 




Escrito por: Andy às: 12h56 |




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]